PUBLICIDADE

Banner

Cá Entre Nós - Fernando Anitelli

Fernando Anitelli.JPG

(Foto: Divulgação)


 
Paulista nascido na cidade de Presidente Prudente, mas criado em Osasco, Fernando Anitelli é um cantor, instrumentista, compositor, ator e responsável pela criação do 'O Teatro Mágico', um projeto que mistura arte circense, cultura, poesia e discussões políticas, nas quais Fernando debate assuntos relacionados a temas como a importância da arte e da cultura, pluraridade e distribuição livre de conteúdo. Atualmente se apresenta em formatos de voz e violão, dá palestras e oficinas relacionados à música e educação.
Desde os 13 anos Anitelli brincava com arranjos e melodias. Após entrar na Faculdade de Comunicação Social formou a banda 'Madalena 19', como primeira forma de amadurecimento como músico. 
Então Anitelli obteve experiências como ator, trabalhando com diretores como Oswaldo Montenegro, Ismael Araújo e Caio Andrade, e outros tipos de oficinas e conhecimento que lhe renderam noções básicas de expressão corporal, domínio de palco e outros elementos vindos da escola do teatro, indispensáveis em seus shows.
Em 2011 lançou seu primeiro trabalho solo, 'As Claves da Gaveta' com antigas composições suas. Este CD possui a licença Creative Commons, que permite que internautas obtenham as músicas por download digital gratuitamente. Anitelli é um defensor desta forma de licenciamento e distribuição de conteúdos musicais.
Em 2014, participa do álbum 'Sambô Em Estúdio e Em Cores', da banda Sambô, na faixa "Tempo Perdido".Em 2015, participou da canção "Trono de Estudar", composta por Dani Black em apoio aos estudantes que se articularam contra o projeto de reorganização escolar do governo estadual de São Paulo. A faixa teve a participação de outros 17 artistas brasileiros: Chico Buarque, Arnaldo Antunes (ex-Titãs), Tiê, Dado Villa-Lobos (Legião Urbana), Paulo Miklos (Titãs), Tiago Iorc, Lucas Silveira (Fresno), Filipe Catto, Zélia Duncan, Pedro Luís (Pedro Luís & A Parede), André Whoong, Lucas Santtana, Miranda Kassin, Tetê Espíndola, Helio Flanders (Vanguart), Felipe Roseno e Xuxa Levy.
Com mais de 2 milhões de álbuns vendidos, 7 cds autorais, 3 DVDs, 4 músicas em novelas e um dos maiores projetos da música  independente nacional, em 2017, com a pausa temporária da cia musical, Anitelli apostou no formato em Voz e Violão, inspirado pelo cancioneiro popular que veio trazer 'O Teatro Mágico' de forma mais intimista, em seu estado essencial, colocando o público cara a cara com o artista. 
Devido ao sucesso do projeto, que em um ano rodou mais de 20 cidades brasileiras e conquistou até Portugal, o projeto Voz e Violão continua no repertório de shows do Teatro Mágico neste segundo semestre de 2021. 
Neste domingo, 14 de novembro Ferando Anitelli aterrisa em Aracaju e pisará no palco do Teatro Tobias Barreto, onde apresentará O Teatro Mágico Voz, Violão e Circo. 
Nesta apresentação especial, Anitelli tem em sua companhia uma pequena trupe circense: Nos números acrobáticos aéreos se  apresenta a dupla Gêmeas Dias e o ilustre palhaço Toicinho como assistente de palco, trazendo a atmosfera irreverente e lúdica do Teatro Mágico. Imperdível!
Mas, antes de assistir ao show, conheça aqui no Bacanudo.com algumas das preferÊncias cotidianas desse multifacetado artista.  
 
*Meu livro - Qualquer um do 'Mia Couto'.
*Meu filme - 'Árvore da Vida', dirigido por Terrence Malick.
*Minha música - 'O Teatro Mágico'.
*Minha cidade - Onde eu encosto o violão.
*Minha cara - Perder as chaves antes de sair.
*Minha bebida - Suco de açaí.
*Minha comida - Prato cheio.
*Minha estação do ano - O outono.
*Meu paraíso - “É onde estou”.
*Minha fraqueza - Qualque pedido da afilhada.
*Meu pecado - O da gula.
*Meu vício - Paçoca com café sem açúcar.
*Meu medo - Da reeleição desse atual governo.
*Minha flor - Sem espinhos.
*Meu esporte - Gosto de qualquer esporte bem jogado.
*Meu lazer - Brincar com a gata.
*Minha etiqueta - (Não respondeu). 
*Meu cheiro -  Perfumes cítricos.
*Meu ídolo - 'Mazzaropi'.
*Meu sonho - Saúde e carinho pra geral.
*Minha inspiração - Histórias reais.
*Meu arrependimento - Sensação após toda sobremesa.
*Meu compositor - 'Chico César'.
*Meu restaurante - Comida baiana.
*Minha paisagem - Cachoeiras.
*Minha indiferença - Para os haters.
*Meu exagero - Doces, salgados e besteiras.
*Minha impaciência - Para a política brasileira.
*Meu lugar no mundo - Portugal.
*Meu lugar na casa - Na sala de TV.