Cá Entre Nós - Eneida Caetano

Eneida Caetano.jpg

 
Terapeuta corporal, professora e escritora, há mais de 30 anos a mineira Eneida Caetano se dedica ao estudo, à pesquisa e à prática das ciências tibetanas. Conviveu com mestres do Tibete, experimentando a vivência e a sabedoria sobre o processo de cura por meio de exercícios com o corpo. 
Após concluir seu curso superior de Comunicação Social, Eneida se especializou em expressão corporal na Holanda, 1985, e adquiriu sua formação nas técnicas milenares dos 21 Ritos Tibetanos e do LAM RIM, sendo a única especialista neste método em Minas Gerais.
Em 1994, esteve no Tibete e estudou por seis meses com os refugiados tibetanos em seus mosteiros, nos arredores do país. Depois de realizar inúmeros atendimentos individuais, em 1998, fundou o Instituto LAM RIM para difundir estas técnicas. 
Vem aprimorando e aprofundando seus estudos desde 1976, obtendo formação em medicina preventiva tibetana, lam rim, medicina tradicional chinesa, shiatsu, acupuntura, psicobioenergética, comunicação não verbal, cuidados posturais, exercícios neurológicos, anatomia, fisiologia e cinesiologia, yoga, tai chi chuan, as dezoito terapias, ritmoprática, wai te kung, makkoho, fitoterapia, movimentos somáticos, o poder do agora, budismo, kum-nye, meditação, banhos medicinais, geoterapias, hidrofitoterapias, pranic healing-master Choa Kok Sui, theta healing, mindfulness, cabala, ginástica facial, reiki, corpo espelho, healer chakra technician e os 21 Ritos Tibetanos.
Eneida também ministra cursos online para a Mulher Madura, LAM RIM, Meditação Dinâmica, Cuidando de mim, Kuten, Potencializando a Pineal e Ritos Tibetanos. 
É membro, além de outros, de: Foundation for Preservation of Mahayana Tradition, South Asian Membership of FPMT, Kopan Monastery, Nepal. Voltou ao Nepal em 2018, para atualizar-se e rever antigos mestres.
Já escreveu os livros: “Os 21 Ritos Tibetanos, exercícios - meditação - revitalização - rejuvenescimento", lançado no Brasil em agosto de 2007; em Lisboa, Ilha da Madeira, em 2009, e, em Frankfurt, 2013; "Cuidando de Mim, ensinamentos milenares e ritos tibetanos", 2008, no Brasil e, em 2011, em Lisboa e Paris; “Rituais do Banho e outras Cerimônias”, 2009.
"Sabedorias para a Mulher Madura", coletivo, 2012; “A sequência completa dos ritos tibetanos”; “Tibete, um caminho interior”; “Minha viagem até o Tibete - de dentro para fora e de fora para dentro”; e “Potencializando a Pineal – ensinamentos e exercícios”.
Curtindo férias em Aracaju (SE), cidade que ela ama e escolheu pela terceira vez para dar um refresco nas atividades profissionais e demais compromissos cotidianos, Eneida Caetano falou ao Bacanudo sobre algumas das preferências que costuma adotar no dia a dia. Conheça!
 
*Meu livro - "Tristeza Amor Abertura", de Chokyi Nyima Rinpoche e tradução de 'Paula Rozin'. 
*Meu filme - "Kundun", de Martin Scorsese.
*Minha música - O mantra "Om Mane Padme Hum".
*Minha cidade - Pharping, no extremo sul do vale de Katmandu.
*Minha cara - Brumadinho - solidariedade.
*Minha bebida - Água de coco.
*Minha comida - Lasanha de abobrinha.
*Minha estação do ano - O verão.
*Meu paraíso - Onde moro, Aldeia da Cachoeira (MG).
*Minha fraqueza - A visão.
*Meu pecado - Acordar às 5 da manhã.
*Meu vício - Atividades físicas ao ar livre.
*Meu medo - De ofender alguém.
*Minha flor - Rosa vermelha.
*Meu esporte - Bicicleta.
*Meu lazer - Cachoeiras.
*Minha etiqueta - Cuidadosa.
*Meu cheiro - Natural.
*Meu ídolo - 'Chokyi Nyima'.
*Meu sonho - Oportunidade igual para todos.
*Minha inspiração - 'Dalai Lama'.
*Meu arrependimento - Nenhum.
*Meu compositor - 'Marcus Viana'.
*Meu restaurante - 'Amora'.
*Minha paisagem - Inhotim, em Minas Gerais.
*Minha indiferença - Para pessoas egoístas.
*Meu exagero - Amar.
*Minha impaciência - Para reclamações.
*Meu lugar no mundo - Aqui e agora.
*Meu lugar na casa - Dentro da banheira.